Corona BunkeRPG
Gostaria de reagir a esta mensagem? Crie uma conta em poucos cliques ou inicie sessão para continuar.

Ir para baixo
Admin
Admin
Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/03/2020
Ver perfil do usuáriohttps://coronabunkerpg.forumeiros.com

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Ter Mar 24, 2020 2:35 am
A chuva lentamente começa a terminar e os últimos trovões dessa tempestade infernal podem ser ouvidos a distancia. Vocês estão exausto, foram o que? 20-30minuto no máximo de luta violenta sem trégua, mas ainda assim parece que vocês estavam enfrentando aqueles demônios da frota  "Sombra Silenciosa " por horas. Vocês estavam patrulhando uma parte isolada dos litorais ocidentais de Avalon e como sempre sem aviso vocês se viram cercados por aquela nevoa misteriosa que surge de lugar nenhum e tão logo uma das piores tempestades que vocês já viram em suas vidas começou veio o disparos dos canhões daquele maldito navio negro de velas vermelhas

Uma das lutas mais tensas da vida de vocês aconteceu naquele momento, vocês mal conseguiram reagir e o navio inimigo já estava abordando vocês e aquele combate infernal e sangrento começara. Pistolas dispararam com seus tiros sendo abafados pelos trovões furiosos, homens e mulheres se balançados em cordas para se projetar ao outro navio, laminas faiscando ao entrarem em contato... Porém ate aqui nada de novo ou diferente do que foi de todos os ataques passados, porém dessa vez aconteceu algo ligeiramente diferente... algo que talvez assombre os sonhos da capitã nas próximas noites.

Sam e Volker o que vai incomodar vocês pro resto de suas miseráveis vidas é que... vocês não perceberam nada, não ouviram um único ruido não sentiram sequer um único tremor no navio. Os dois estavam na cabina da Capitã discutindo estrategias e a verdadeira origem do que é esse inimigo misterioso e o que de fato eles querem, e foi só quando a capitã voltou sua atenção para fresta da curtida da janela de sua cabine que percebeu a luta acontecendo em seu navio.
Rapidamente vocês se adiantaram pra sair da cabine e se juntar a sua tripulação a luta, porém foram impedidos por uma pessoa parada a porta... bem vocês pensaram ser uma pessoa a primeira vista, mas logo vocês viram os chifres saindo por baixo de seu capuz e seus olhos vermelhos brilhando em fome encarando vocês com intenções vil e profanas partiu para cima de ambos.

Os dois lutaram com tudo que tinham, mas este ser demoníaco os enfrentou como se lutasse contra crianças, logo ele subjugou os dois. enquanto pisava no peito de Volker pressionando a sua lamina de forma ameaçadora contra o pescoço do aseniano encarava a capitã que se debatia no ar contra uma mão invisível que insistia em enforca-la. Com um sorriso ele ergue um colar com um simbolo estranho e perguntou.
- Agora Navegante me diga onde, ele está? -Uma voz jocosa e debochada sai de seus lábios enquanto ele proferia sua pergunta
Sam você se debatendo pra conseguir manter o ar em seus pulmões olhava confusa para ele e o simbolo no colar, o que merda ele estava querendo? com sua recusa a falar ele eleva a voz em algo que soa mais como um animal rugindo do que voz humana
-ME RESPONDA SAEWINE! Onde você o escondeu!? - Ele se demorou um minuto ate perceber que você não fazia caralhos de ideia do que ele queria. -hmpf, você ainda está fresca demais... pois bem...

Ele soltou ambos que tossiam enquanto o ar voltava aos pulmões de ambos, com a visão turva vocês o viram desaparecer pelo espelho de corpo inteiro na cabine da capitã. -Nos veremos de novo ate lá vocês podem se divertir com os meus... "homens" hahahahahahahahahahaha.

Logo ele desapareceu no ar como se nunca tivesse existido ambos saem da cabine pra encontrar a tripulação quase sendo subjugada, mas logo Sam com seu treinamento e Volker com sua experiencia conseguiram retomar o controle expulsando o inimigo de volta para aquela embarcação profana deixando vocês não só com os corpos e espirito feridos, mas com medo do que está por trás disso tudo e a pergunta "o que ele queria."

Agora vocês estão navegando pelo litoral voltando para capital, pensando no que aconteceu, ambos mais uma vez na cabine da capitã.
                                                           -o que vão fazer? vocês estão livres para conversar entre si-

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric 198a77e0959e744f383644a461324ec8
Capitã Sam
Mensagens : 8
Data de inscrição : 22/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Qua Mar 25, 2020 1:41 pm
Capitã Sam sempre soube que a vida no mar é tão cheia de aventuras quanto de perigos. A mais nova ameaça vem sendo chamada de "Sombras Silenciosas" e está consubstanciada na presença ameaçadora de barcos negros com velas vermelhas e uma tripulação um tanto quanto... peculiar, sendo bem eufemista. Sua tripulação, aliás, foi a que mais sofreu com os ataques, e hoje, novamente sofrerá.

Sem anúncio, Capitã Sam e seu imediato Volker recebem uma visita inesperada. Ao partir daquele monstro, a jovem capitã, com olhar firme, ordena:

- Volker, vá pela direita; irei pela esquerda. Ajude os marujos! Se sobrevivermos... me encontre neste gabinete. Precisamos conversar.

Finda a batalha e prestados os primeiro socorros aos feridos, Samantha dirigiu-se ao seu gabinete. Lá, Volker já lhe esperava com um olhar de profunda preocupação.

- Não precisa dizer como se sente, seu olhar já diz tudo. Você é meu imediato há pouco tempo, mas já entendi esse seu olhar de preocupação. Há algo que não estamos vendo, que não estamos entendendo, ou que não querem que entendamos. Eu cresci no mar e tenho como família a minha tripulação, mas confiaria em poucas pessoas para ter essa conversa. Você, embora novo em minha casa (referindo-se ao barco), e embora seja um mercenário, que vende sua lealdade, já provou seu valor como conselheiro, isso é inegável. Diante do que aconteceu essa noite, não estou em posição de abrir mão de um valoroso conselho. Então me diga, quais são suas conclusões?
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 21/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Qua Mar 25, 2020 1:49 pm
Volker ainda pensativo responde
- Capitã, nunca em minha vida vi criaturas iguais a que vimos aqui e duvido que alguém acredite no que aconteceu, podemos correr o risco de sermos tratados como loucos contando tudo que presenciamos sem provas ou podemos voltar para Avalon para nos recuperarmos dessa derrota e preparar um plano para conseguir provas do que está acontecendo.
Capitã Sam
Mensagens : 8
Data de inscrição : 22/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Qua Mar 25, 2020 1:58 pm
- Provas do que está acontecendo? Nem nós sabemos o que está acontecendo! Concordo que devemos voltar para Avalon, precisamos de recursos e nossa tripulação está machucada. Não há como seguir viagem. Sobre acreditarem em nós, bom, acreditarão nos ataques, mas acharão que são só piratas, e sabemos que não é apenas isso. Você viu o que ele, digo, aquilo, não sei, enfim, você ouviu! Ouviu ele me chamando de Saewine, ouviu ele dizendo que ainda estou fresca e ouviu ele perguntando onde está. Onde está o quê? Estou fresca para o quê? Theus me livre, mas será que isso é culpa minha?

Com o coração apertado diante da possibilidade de ser a culpada por arriscar a vida de sua tripulação,  Samantha aguarda a resposta do mercenário. Seu olhar já não é mais de preocupação, mas de culpa e medo. A firmeza, porém, permanece em cada um de seus traços, em cada gesto,  e até em sua respiração.
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 21/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Qua Mar 25, 2020 2:03 pm
- Não se culpe capitã, pois nem mesmo você sabe o que ele procura, é óbvio que ele a confundiu, mas o que quer que seja precisamos descobrir e evitar que ele ponha as mãos, agora pare de se questionar e nos leve para Avalon para podermos nos reorganizar e conseguir algumas respostas.
Capitã Sam
Mensagens : 8
Data de inscrição : 22/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Qua Mar 25, 2020 2:24 pm
As palavras o aseniano, como sempre, soam sensatas.

- Não me diga para não me culpar. Ele falou comigo, me chamou de Saewine, é lógico que vou me culpar. Mas agora, vá até o contramestre e lhe diga que retornaremos ao porto da capital de Avalon.  Irei até o leme; precisamos virar 180º à estibordo e quero eu mesma fazer essa manobra. Libere o rum! Deixe que bebem o quanto quiserem. Hoje comemoraremos nossas vidas. E cante. É bom para afastar os maus espíritos.
Admin
Admin
Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/03/2020
Ver perfil do usuáriohttps://coronabunkerpg.forumeiros.com

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Qua Mar 25, 2020 4:58 pm
A tripulação canta e bebe , mas o espirito de todos ainda está ferido... o rosto daquela criatura infernal ainda está bem vivido em suas mentes, e aquela voz ainda ecoa, repetindo a pergunta, denovo, denovo, denovo. O resto da viagem passa sem problemas, mas o medo e ansiedade de um novo ataque não diminuíram nem quando você chegaram ao porto de Carleon. Lá vocês foram recebidos como de costume, funcionários e alguns oficiais fizeram os procedimentos comuns, o contra mestre logo se adiantou passando as perdas, prejuízos e o que precisava ser reposto no navio, mas vocês dois se dirigiram ao escritório do Capitão de Mar e Guerra Connell Sam Tristen.
-Ouvi que vocês foram emboscados por um único navio da Sombra Silenciosa... o que aconteceu? -Ele pergunta sereno sem demonstrar emoções sentado em sua cadeira. Ele fita os dois por de trás de sua mesa com varios mapas, livros abertos, cadernos e anotações todos espalhados, as olheiras indicam que já há tempo que ele não dorme, na verdade o mais perto de um sono que essa sala viu nos últimos dias e de seu Labrador marrom dormindo ao lado de sua mesa sobre um carpete.
Capitã Sam
Mensagens : 8
Data de inscrição : 22/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Sex Mar 27, 2020 12:56 pm




Samantha se dirigiu ao leme e passou a noite manobrando o brigue. A nau havia resistido bravamente, assim como a lendária Boadicea teria resistido, fazendo jus ao nome que carrega.

Feita a manobra, a viagem seguiu tranquila. O mar parecia ter entendido que aquela tripulação precisava de alento e, além de providenciar águas tranquilas, proporcionou aos marujos, que cantavam e bebiam, paisagens belas para lhes devolver o ânimo e o vigor.

Ouvia-se ao longe:


Farewell and adieu to you, Castilian Ladies,
Farewell and adieu to you, ladies of Castille;
For we've received orders for to sail for ol' Avalon,
But we hope in a short time to see you again.
We will rant and we'll roar like true Avalonian sailors,
We'll rant and we'll roar all on the salt sea.
Until we strike soundings in the channel of old Avalon;
From here to Avalon is thirty five leagues.


Quem ouvia, não imaginava o que se passava na cabeça daqueles navegadores: medos e incertezas decorrentes do encontro misterioso com aquelas criaturas sombrias e dos boatos de que elas procuravam por Saewine.

Os dias foram passando e ainda ouvia-se:


Farewell and adieu to you, Castilian Ladies,
Farewell and adieu to you, ladies of Castille;
For we've received orders for to sail for ol' Avalon,
But we hope in a short time to see you again.
We will rant and we'll roar like true Avalonian sailors,
We'll rant and we'll roar all on the salt sea.
Until we strike soundings in the channel of old Avalon;
From here to Avalon is fifteen leagues.


Os marítimos pensavam, retrucavam e teorizavam, "Seria possível?", "Seria nossa Capitã culpada?". Mas, ao discutirem, recordavam-se de todas as vezes que a jovem Capitã os liderou bravamente, inspirando-os em incursões pelos seis mares, colocando em risco sua própria vida para garantir que cada um de seus homens estivesse a salvo e, principalmente, de sua lealdade. Sim, a lealdade de Samantha, sua famosa lealdade, que transmite aos que com ela caminham a certeza de que jamais serão traídos.

E enquanto discutiam, também cantavam, e portanto, ouvia-se:


Farewell and adieu to you, Castilian Ladies,
Farewell and adieu to you, ladies of Castille;
For we've received orders for to sail for ol' Avalon,
But we hope in a short time to see you again.
We will rant and we'll roar like true Avalonian sailors,
We'll rant and we'll roar all on the salt sea.
Until we strike soundings in the channel of old Avalon;
From here to Avalon is five leagues.


Ao atracarem e desembarcarem, era nítido que nem a acolhida do Senhor dos Mares foi capaz de lhes proporcionar tranquilidade ou recobrar-lhes o ânimo e o vigor.  No meio disso, estava ela, a Capitã, com a feição preocupada e o olhar vazio e distante. Ainda sentia-se culpada, por mais que Volker lhe dissesse que nada daquilo era sua culpa.

"Onde está o quê?"

A pergunta ainda ecoava em sua mente, dominando seus pensamentos dia e noite.

Havia chegado a hora de se encontrar com seu superior, o Capitão de Mar e Guerra Connell Sam Tristen. Mas, o que lhe contar, o que lhe reportar, que informações guardar para si? Ela sabia que Volker estava certo; é hora de se reorganizar e pouco falar. Provas são necessárias para não serem taxados de loucos. Antes de deixar o porto, Samantha designou ao contramestre a função de cuidar de todos os preparativos para a próxima partida do Boadicea:

- Jack! Devo ir às pressas ao escritório do Capitão de Mar e Guerra reportar-lhe os últimos acontecimentos. Por favor, providencie a atualização do inventário da nau; a estocagem de alimento, rum e fumo; o conserto de avarias; e o que for necessário para o descanso, prazer e recuperação da tripulação. Levarei comigo meu imediato. Você está no comando, por ora. Cuide bem da minha garota!

Enquanto caminhavam até o escritório, Volker aproveitou para aconselhar sua Capitã. Era incrível como o mercenário parecia tão leal e confiável, além de sensato. Estar cercada de boas pessoas neste momento a tranquilizava.

Chegando local, foram de pronto questionados sobre os últimos acontecimentos. É possível sentir o cansaço no ar. Aparentemente, ninguém aqui tem descansado, e não parecem querer esconder que buscam por respostas para algo. Estariam tentando responder à mesma pergunta?


"Onde está?"

- Caro Conell, muito me alegra a recepção cortes de seu gabinete, porém, novamente, meu nome está nos registro como sendo o de meu pai. Humpf! Até quando?

Após brevíssima pausa para revirar o olhar em desprezo e repreensão à troca de nomes, ela continua:

- Confusões nominais à parte, sim, fomos atacados pelas Sombras Silenciosas. Neste momento meu contramestre está no porto tomando as providências necessárias para a próxima partida do Boadicea. Tivemos que retornar sem chegar ao nosso destino anterior; não havia como seguir garantindo a segurança da tripulação com as avarias e baixas de recursos humanos e materiais que tivemos em decorrência desse fatídico encontro. Pois bem, estou aqui para reportar-lhe que não se tratam de piratas comuns, há algo mais, porém, com as informações que tenho até o presente, não sei especificar nada além. Se eu puder opinar, e presumo que posso, afinal, trata-se do meu barco e da minha tripulação, gostaria que a minha atual missão fosse passada para outro corsário e que a nova seja investigar - e derrotar - a ameaça das Sombras Silenciosas. Você sabe que o Boadicea é a nau certa para resistir à esse tipo de batalha, e que minha tripulação, além de forte e destemida, é, assim como eu, leal à Coroa. Confie em mim, confie em minha tripulação, e lhe garanto que resolverei essa questão - ou morrerei tentando.
Admin
Admin
Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/03/2020
Ver perfil do usuáriohttps://coronabunkerpg.forumeiros.com

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Sex Mar 27, 2020 4:08 pm
Connell Sam Tristen a ouviu atentamente cada silaba, nenhuma virgula foi interrompida e até sua queixa ele ouviu em silencio, apenas lhe encarando nos olhos e lhe ouvindo atentamente e pacientemente. Quando você termina ele se levante e encara a cidade por sua janela, ele fica um tempo em silencio refletindo em tudo que ouviu.
-Capitã, vou precisar que você fique em terra e sua Nau fique ancorada no porto dessa cidade nos próximos dias. Um apartamento lhe foi arranjado para que passe os próximos dias em terra. Por hora isso, homens a esperam do lado de fora para lhe acompanhar.

Você tenta protestar, mas Tristen a silencia com apenas um olhar, existe algo intimidador nesse homem que você não entende direito o que é. Sam gira em seus calcanhares e começa se dirigir a porta com Volker em seu lado, porém Tristen se adianta.

-Você não está dispensado, Volker. Preciso falar em particular com você. - Tristen se vira para encarar ambos, sem mudar a pose ou a expressão. vocês se entre olham, sabe que não podem ir contra as ordens de um oficial superior, mesmo que não concordem. Logo Sam apenas concorda saindo sem seu fiel Imediato.

-Volker, você pode estar confuso do por que quis conversar com você em particular, pois bem depois desse curto tempo trabalhando sob o comando da Capitã Drake você deve ter entendido o por que de avalon estar contratando tantos asenianos. -Ele não se sentou apenas se manteve na mesma posição lhe encarando nos olhos. - Nos precisamos da ajuda de seu povo com algo que somente alguém que cresceu em Eisen sabe lidar... Me conte tudo que você presenciou, quero saber os detalhes pelos olhos de alguém que encara monstros... Os Horrores desde do dia que nasceu.

-O que você faz Volker-
-Conta tudo
-Omite o encontro com o "demônio"


Sam você subiu as ruas guiada por soldados em uma carruagem, você frustrada e ansiosa olha pela janela e percebe que vocês estão se afastando mais e mais de sua Nau, do mar... Isso a incomoda demais. Os soldados apenas a encarava, não conversavam com você e não respondiam mais do que o necessário, ao chegar ao tal apartamento você percebe que a trabalhadores transportando malas pra dentro, logo você percebe que são suas coisas, isso a irrita mais ainda, porém você não é apenas uma capitã, mas também é uma cavaleira de avalon e sabe que mais será cobrado de você que você mais do que ninguém tem de se portar de forma exemplar.
No isolamento de seu quarto você caminha furiosamente de um lado pra outro apenas pensando o que pode está acontecendo com Volker, você olha pela janela é percebe que há soldados pela rua, vigiando você, será que você é tão digna de desconfia assim? será que realmente você é a culpada de tudo?

-O que você faz Sam-
-Espera Volker
-Caminha pela cidade
-Tenta voltar para sua Nau
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 21/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Sex Mar 27, 2020 5:39 pm
Volker fica em silêncio , analisando tudo que acabou de ouvir e logo a raiva toma conta dele
- Você acaba de me dizer que já sabia o que rondava essas águas e mesmo assim nos mandou na direção da morte sem informação nenhuma? Não sei se te acho maluco ou muito sádico . Se não fosse pela mulher que você acaba de tratar como um ladrão qualquer você teria matado nossa tripulação toda, então não venha achar que serei seu novo amiguinho. Te direi o que sei sobre os horrores para que passe para os outros a informação e somente isso, qualquer coisa que queira a mais fale com a minha capitã.

Após dar as informações que sabia sobre as criaturas e omitir o encontro com o demônio, Volker vai em direção a porta para sair de perto do capitão de mar e guerra.
Admin
Admin
Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/03/2020
Ver perfil do usuáriohttps://coronabunkerpg.forumeiros.com

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Sex Mar 27, 2020 11:31 pm
Você sai, o Capitão de Mar e Guerra não reagi a nenhuma de suas ofensas apenas fica em silencio e não o impedi de sair. Você anda a passos largos batendo o pé no chão com violência e quando se da conta está caminhando a esmo pelas ruas de Avalon quando se da conta que está em local que não conhece em uma nação que nunca esteve antes. A principio parece ter chegado nas preferias da capital você nota que está escurecendo e as poucas tavernas do local começam a se encher.

-O que você faz-
-Vai para uma taverna
-tenta fazer o caminho de volta
- pergunta onde está e como faz para voltar a alguém
avatar
Mensagens : 5
Data de inscrição : 21/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Sex Mar 27, 2020 11:51 pm
"De tantos lugares para me perder em Thea, venho me perder na periferia do país das mentiras" pensa Volker ao perceber que não sabe mais onde está, ele decide então refazer seu caminho e buscar com algum guarda informações sobre pra onde levaram a capitã Drake
Capitã Sam
Mensagens : 8
Data de inscrição : 22/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Sab Mar 28, 2020 2:38 pm
Sam estava confusa. Embora o Capitão de Mar e Guerra tenha ouvido atentamente suas palavras, parece tê-las ignorado.

Não teria levado a sério? Não teria acreditado nelas? Estaria ele desconfiando de mim? Ou pior, seria eu realmente culpada?

Apreensiva e extremamente desconfortável com a escolta, Sam prefere manter-se calada durante o trajeto, observando atentamente tudo o que se passa a sua volta.

Já em "seu" quarto, a jovem se vê novamente imersa naqueles pensamentos.

Seria eu culpada? Onde está o quê?  

O desconforto só aumenta.

Quando voltarei para o mar e para minha garota (Boadicea)? Quanto tempo terei que ficar em terra firme?

Sam deita-se na cama - é  inegável que a terra firme tem confortos que não se acha em alto mar - e ali, olhando para o teto, a jovem não consegue escapar da incomoda pergunta.

Até onde vai a lealdade do mercenário?

A Capitã levanta-se da cama, prostra-se no chão e começa a entoar uma oração:

Misericordioso Theus. Todos os dias venho a ti pedir que zele pela minha vida e de minha tripulação. Hoje, contudo, agradeço por ter colocado ao meu lado um homem tão leal e valoroso. Em um mundo de corrupção e ganancia, encontrar pessoas com princípios não é tarefa fácil, mas graças a sua imensurável bondade, a nobre Rainha Elaine, iluminada por ti e cumprindo os seus propósitos, designou Volker para ser meu conselheiro. Obrigada, Theus imortal. Aqui, em terra firme, só a ti posso recorrer, pois estou distante da Mãe Oceano. Proteja-me dos perigos que claramente me aguardam, proteja minha tripulação, proteja as pessoas leais que estão e estarão ao meu lado nessa empreitada e, acima de tudo, proteja Avalon. Proteja-a inclusive de mim, caso eu seja uma ameaça. Amém.

Sam levanta-se da prostração, ajoelha-se sobre o joelho direito, como de costume dos cavaleiros, desembainha sua espada e, diante dela, clama:

Saewine, a navegadora. Carrego seu manto por um motivo. Tenho uma missão. Um monstro me chamou por seu nome e me questionou sobre algo que não sei o que é. Me ajude a cumprir meu propósito. Me ajude a proteger Avalon. Inspira-me. Preencha-me com seu espírito. Conecte-se comigo. Pelo Graal e em serviço ao Graal.

Enfim, com os olhos cheios de lágrimas, Sam caminha até a janela, onde aguarda a chegada de Volker.
Admin
Admin
Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/03/2020
Ver perfil do usuáriohttps://coronabunkerpg.forumeiros.com

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Seg Mar 30, 2020 3:24 am
Volker você tenta refazer o caminho de volta, em alguns pontos consegue algumas informações ate voltar para centro da cidade. Seus pés já estão doendo de tanto que você anda e como se não bastasse uma chuva incomoda começa no instante que você avista o caminho que o levaria ate onde a Capitã está. Mas algo tem lhe incomodado... você sente que está sendo observado o caminho todo, um instinto muito útil que você adquiriu em sua terra e natal e na Guerra da Cruz. Você tentou varias vezes identificar, o que estava atrás de você ou ate mesmo tentou despista-lo, mas a sensação nunca lhe abandonou.

Sam você está na janela observando atentamente a rua, percebe que os soldados nunca abandonaram seus postos, mesmo quando a chuva começou. Essa sensação de estar sendo vigiada como uma criminosa lhe incomoda, afinal você não provou sua lealdade varias vezes antes? será que você errou e nem sequer percebeu? em meio essas preocupação você nem percebeu Volker se aproximar e só se deu conta de sua chegada quando ele estava conversando o soldado esperando ele deixa-lo passar.  Você antecipa a chegada de seu imediato e quando ele bate a porta você tem um misto dessa dicotomia de sentimentos que é alivio e preocupação.

Vocês se olham com olhares que apenas amigos podem trocar, aquele olhar que diz mais do que palavras "estou do seu lado!". Volker logo entra em seu quarto e vocês começam a discutir o que aconteceu e possibilidades.
plic  plic
Você conversam sobre o que aconteceu e o como foram tratados por Connell
plic plic plic
"Será que eu estou trazendo esses problemas pra avalon?" Sam questiona mas logo Volker tira essa ideia maluca dela
plic plic plic plic plic
Vocês ficam em silencio, que barulho é esse? esse gotejamento não é da chuva... ta vindo de... dentro!? você olham para porta e vem uma poça d'agua se formando por baixo dela pra dentro do apertamento de Sam.

-O que vocês fazem?-
-Abrem a porta?
-Fogem pela janela?
-Se preparam pra lutar?
-Chamam por ajuda?
Capitã Sam
Mensagens : 8
Data de inscrição : 22/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Sab Abr 04, 2020 10:36 pm
O coração de Sam se acalma ao ver o rosto conhecido de seu conselheiro passando pelos guardas.

- Por Theus, Volker! Que demora! Já estava achando que havia acontecido algo com você. Está tudo bem?

A conversa segue acompanhada pelo som de goteiras, ou algo que o valha, até que ambos avistam uma poça d'água se formando por baixo da porta.  A racionalidade de Sam a faz pensar que é goteira, ou algum marujo com roupas molhadas que veio falar com sua Capitã, talvez até um balde derrubado por algum serviçal que estava limpando ali perto; por outro lado, os últimos acontecimentos a fazem crer que pode ser algo sobrenatural. De todo modo, é necessário abrir a porta com calma e cuidado para averiguar a situação.

- Volker, fique atrás. Vou abrir a porta.

Com calma e cuidado, mas preparada para responder a um eventual ataque, a Capitã abre a porta.
Admin
Admin
Mensagens : 40
Data de inscrição : 20/03/2020
Ver perfil do usuáriohttps://coronabunkerpg.forumeiros.com

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Ter Abr 14, 2020 2:50 am
Os segundos que levam você até a porta parecem eternidades, você estica a mão lentamente em direção a maçaneta, mas nunca houve contato... Quando um trovão roupe nos céus enquanto a chuva se intensifica a porta é escancarada com um jato d'agua que arremessa sam e volker contra a parede da outra sala, vocês tem dificuldade de respirar, quando termina vocês estão caídos no chão tossindo e cuspindo água pra recuperar o folego, você olham pra cima e vem uma forma humanoide feita de água escancarando o portal enquanto passa arrebentando a madeira, o turbilhão que forma seus pés quebram qualquer objeto que é engolido por eles. Essa criatura olha pra vocês dois e grita
SAAAAAAAAAAAAEWINEEEEEEEEEEEE! -Ele molda seus braços em vários chicotes que começam a destruir e cortar o quarto inteiro em ataque de fúria. -Você voltou! VOCÊ REALMENTE VOLTO! Eu vou te matar! VOCÊ VAI PAGAR SAEWINE!
-O que vocês fazem?-
-Lutar por suas vidas?
-Racionalizar com a criatura?
-Fugir pela janela?
-Gritar por ajuda?
(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Db3b276536527dfce2ceca1acf3533c3
Capitã Sam
Mensagens : 8
Data de inscrição : 22/03/2020
Ver perfil do usuário

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Sex Abr 17, 2020 2:37 am
Ao abrir a porta, a Capitão se depara com uma figura humanoide em forma de água. Fugir não é uma opção para uma Cavaleira do Graal. Lutar seria o óbvio, mas como atacar uma forma líquida? Racionalizar parecia uma ideia interessante e necessária para responder as inúmeras perguntas que não saiam de sua mente.  Isso tudo pensou a jovem na fração de segundo que teve entre o abrir da porta e a oportunidade de agir. Então, por impulso,  mas mantendo sua espada em punho, disse:

- Saewine vive em mim, mas não sou Saewine. Não sei o que quer, portanto, não sei como lhe ajudar. O que acontece? Por que todos vocês querem saber de Saewine? O que ela fez?

Parecia uma boa ideia perguntar tais coisas, afinal, o que tinha a perder? Contudo, por precaução, não abaixou a arma; era necessário manter-se pronta para um eventual ataque.
Conteúdo patrocinado

(PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric Empty Re: (PROLOGO) Capitã Samathan Drake e Volker Alan Valeric

Ir para o topo
Permissões neste fórum
Você não pode responder aos tópicos